O Projecto
CIEJD
Jogos
Postais
Quizz
Contacte-nos

WebForm1

A Lenda de Mesulina

Uma lenda luxemburguesa

Mesulina foi, segundo a lenda, a mulher do conde Siegfried, o fundador do Luxemburgo.

Quando casaram Muselina fez uma única exigência a Siegfried: uma vez por mês queria ficar sózinha e não queria que ninguém, especialmente Siegfried, a seguisse, tentasse saber o que ela fazia ou fizesse quaiquer perguntas sobre o assunto.

Apaixonado Siegfried aceitou o pedido sem levantar quaisquer problemas.

Assim, durante anos Mesulina na primeira quarta-feira de cada mês descia às casamatas, um labirinto de cavernas debaixo da cidade, e só reaparecia ao raiar da aurora de quinta-feira.

Tudo correu bem durante muito tempo até que a curiosidade de Siegfried venceu as suas boas intenções de não quebrar a promessa.

Seguiu-a, viu-a entrar num quarto e espreitou pelo buraco da fechadura. Ficou pasmado quando viu a sua linda mulher deitada toda nua numa grande banheira com a parte de baixo da cintura transformada numa cauda de peixe. 

É sabido que as sereias têm um sexto sentido para pressentirem se são observadas, claro que ela viu que o marido a estava a espreitar pelo buraco da fechadura. Imediatamente saltou pela janela para o rio Alzette para nunca mais ser vista.

De vez em quando, nas calmas águas do rio, alguém diz ver uma cabeça de uma mulher lindíssima a sair das águas do rio e uma cauda de peixe fazendo ondular levemente as águas.

É esta a lenda de Mesulina, a linda mulher de Siegried. 



Autor: Conto gentilmente cedido pela Embaixada Real dos Países Baixos
 



Ficha Técnica |  Condições de Uso | Privacidade

Web Design e Content Management Tool por Webdote.com